6 de junho de 2015

Filme: Terremoto - A Falha de San Andreas



http://static.omelete.uol.com.br/media/extras/capas/Terremoto_A_Falha_de_San_Andreas_-_Poster_Main.jpg
Terremoto - A Falha de San Andreas
Direção: Brad Peyton
Protagonistas: Dwayne Johnson, Carla Gugino, Alexandra Daddario.
Duração: 1h54min
Gênero: Ação, Aventura
Nacionalidade: EUA
Sinopse: Um terremoto atinge a Califórnia e faz com que Ray (Dwayne Johnson), um bombeiro especializado em resgates com helicópteros, tenha que percorrer o estado ao lado da ex-esposa (Carla Gugino) para resgatar a sua filha Blake (Alexandra Daddario), que tenha sobreviver em São Francisco com a ajuda de dois jovens irmãos. 


SPOILERS ABAIXO



Minha Opinião: Filmes com temas de destruição existe muitos por todo o cinema. Desde 2012 à Armagedom, o cinema trabalho muito com o fim do mundo ou alguma parte dele sendo completamente destruída por ação do homem ou desastre natural que desencadeia uma série de eventos que gira em torno de um protagonista sozinho ou ele e sua família.

Terremoto - A Falha de San Andreas gira em torno do desastre natural, tendo como protagonista o famoso "The Rock" que está se divorciando e prestes a ter sua filha entrando na faculdade. Dwayne é também é parte do corpo de bombeiros especializado em resgate e está sempre utilizando um helicóptero.

O filme percorre toda sua duração numa ação frenética aliviada por algumas cenas de alivio cômico protagonizadas pelos dois irmãos que estão em São Francisco com Blake. Aliás, utilizar uma criança para ser o alivio cômico do filme foi muito bem escolhido, soou natural e engraçado sem parecer uma comédia.

Há um drama em torno da família que protagoniza o filme, algo que perdura para culminar numa cena muito bem feita no final do filme. O destaque está realmente para Alexandra Daddario como Blake, a personagem agiu sozinha durante quase todo o filme utilizando os conhecimentos que adquiriu do pai e ainda salvou um casal de irmãos.
http://i.ytimg.com/vi/9njl8AxXHuM/maxresdefault.jpg

A parte que realmente incomodou no filme foi a presença de vários artefatos que foram surgindo toda vez que os personagens precisavam fazer alguma coisa. Aconteceu durante várias cenas dos filme e incomodou que todas as cenas mais perigosas tivessem esse pequeno ajuste.

Blake e os dois irmãos foram o maior destaque do filme, embora "The Rock" fosse o carismático e fosse sempre o que corria para ajudar sua família e outras pessoas, o fato dele ser o protagonista e ser sempre o centro das atenções lhe deixava certo de que ele poderia conseguir. Por outro lado, Blake conseguiu ajuda quando precisou e teve que utilizar todo seu conhecimento para se manter viva até seu pai chegar.

Terremoto não apresenta nada de novo no que estamos acostumados ver em grandes filmes, mas traz em seu conteúdo boas horas de divertimento e constante atenção. Os efeitos são realmente muito bem construídos e os personagens garantem a simpatia até o final.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

2 comentários:

  1. Artefatos que aparecem quando os personagens precisam fazer alguma coisa me lembra o MacGyver! hahaha... com a diferença de que ele era capaz de fazer qualquer coisa com clips e fita adesiva, mais ou menos isso! hehe... a história não chamou minha atenção, não vou querer ver.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  2. Quanto ao aspecto visual do filme e efeitos especiais, eu acho que eles são muito bem feitos, a cidade e o terremoto destruiu olhar muito real; o diretor e sua equipe conseguiram em Terremoto: A falha de San Andreas, sem cair em visualmente forçado ou falso. A trilha sonora é útil, porque mantém o espectador à expectativa do que vai acontecer mesmo que o roteiro é bastante previsível.

    ResponderExcluir